Marcos e Emilly do BBB 17


Marcos e Emilly ainda vão render muito assunto. A vencedora da 17º edição do Big Brother Brasil disse que planeja conversar com Marcos e que o futuro dos dois a "Deus pertence".

A vencedora da 17ª edição do "Big Brother Brasil", Emilly prestou depoimento na delegacia de Atendimento à Mulher sobre a investigação de agressão envolvendo Marcos, seu affair no reality show, após deixar o programa e afirmou não ter mágoa do médico. "Desejo tudo de bom para ele e quero que seja feliz, assim como eu estou feliz. Não tenho mágoas. O que aconteceu na casa, ficou na casa. Sou grata a tudo o que ele fez por mim, mas, no momento, estou focada nos meus planos de ser atriz", limitou-se a dizer.

Emilly não descarta reatar com Marcos e sonha com carreira de atriz


Emilly falou também que pretende ter uma conversa com o gaúcho. Questionada sobre a possibilidade de reatar romance, desejo dos muitos fãs do ex-casal, a gêmea responde: "O futuro a Deus pertence". Ela, no entanto, adiantou ao jornal "Extra" que não pensa em se envolver com alguém. "Meu coração está tranquilo". A mais nova milionária do Brasil comentou ainda sobre as cenas quentes que protagonizou embaixo do edredom: "Meu pai me deu uma bronca. Disse que eu não precisava me expor daquele jeito. Mas entendeu que eu estava namorando, e sexo é uma coisa normal entre namorados".

Por parte de Marcos, as chances são pequenas: Ontem (22/04/2017) pipocou na web a Carta de Adeus que Marcos escreveu para Emilly. Na carta, o cirurgião deixa a entender que foi traído por Emilly e a culpa por sua expulsão: Leia a carta aqui


Gaúcha conta como pretende usar o prêmio
Emilly contou que planeja usar o dinheiro do prêmio para melhorar a vida da família. "Para onde eu for, eles vão comigo. Quero continuar ter uma vida simples, mas proporcionar algo melhor para a minha família e dar uma escola boa para o meu sobrinho. Essa é a minha prioridade", declarou ela, que pensa em deixar para trás a vida humilde que levava em Eldorado: "Meu pai trabalhava como técnico mecânico e sustentava a casa ganhando salário de menos de R$ 2 mil. Nunca passei fome, mas tivemos uma vida dura. Somos pobres. Tanto, que comecei a trabalhar com 16 anos como vendedora e sempre estudei em escola pública".

Veja o que os campeões do BBB fizeram com o dinheiro e como estão hoje




Tecnologia do Blogger.